YOGA E MEDITAÇÃO EM CAMPINAS

9 de dez de 2016

Feliz 2017!


Entre 19 de Dezembro e 1o.de Janeiro o Padma Bhavam estará fechado para férias dos professores. Retomaremos nossas atividades regulares a partir de 2 de Janeiro.

Caso queira agendar uma aula experimental para Janeiro, envie um email para: moradadolotus@gmail.com

27 de out de 2016

Aulas de Meditação: Antar Mouna

Em nossas Aulas de Meditação, trabalhamos com diferentes técnicas presentes na tradição yóguica.  As aulas são estruturadas como um-curso com duração de 2 meses. 
O tema do próximo Módulo que começa em Novembro é a técnica de Antar Mouna. 


Para saber mais sobre Antar Mouna, veja o artigo que já postamos sobre o tema:

Para saber horários e valores das práticas de Meditação, acesse Horários e Valores
Aulas experimentais devem ser agendadas apenas ao início do Módulo.

Antar Mouna, o Silêncio Interior

Por Vanessa Malagó

Antar Mouna é uma técnica meditativa que conduz ao silêncio interior. A palavra antar significa interior e mouna, silêncio. Dentro de outras tradições, essa mesma prática, com pequenas variações, recebe outros nomes, como Vipassana, Mindfulness ou Atenção Plena.

É uma técnica que trabalha diretamente com o diálogo mental, desenvolvendo nossa autoconsciência e nossa capacidade de observar e entender o funcionamento da mente. Ao invés de ficar lutando com a mente na tentativa de controlá-la, nós simplesmente a observamos. A prática ensina a nos ver como testemunhas imparciais, respeitando a mente e aceitando seus conteúdos.

A técnica consiste de diferentes etapas. No primeiro estágio procuramos trazer toda nossa atenção para a percepção dos estímulos externos para, então, de forma espontânea e progressiva, reduzir sua influência sobre a nossa concentração. Essa etapa envolve um processo de interiorização, de direcionamento da mente para dentro de si mesma, fundamental no processo de qualquer técnica meditativa.

O estágio seguinte envolve a observação do fluxo espontâneo e descontrolado dos pensamentos. Nós simplesmente observamos nossa mente, observamos a tendência a tentar suprimir ou a nos agarrar a determinado pensamento, observamos os momentos em que nos perdemos em nosso processo mental, ou seja, não estamos mais apenas nos observando e somos levados pelos pensamentos.

21 de out de 2016

Aula Especial: Jala Neti

O clima seco traz um aumento significativo na incidência de problemas respiratórios, como resfriados, asma, rinite e alergias em geral. Em função disso, preparamos uma aula especial de Jala Neti, uma técnica do Yoga usada para limpar as vias respiratórias. 
A prática do Jala Neti ajuda a eliminar excesso de muco e os resíduos da poluição e previne e atenua doenças respiratórias como alergias, resfriados, sinusites e rinites.

Veja abaixo mais informações sobre as próximas datas em que teremos essa aula e como se inscrever.



25 de ago de 2016

Aulas de Meditação: Yoga Nidra

Em nossas Aulas de Meditação, trabalhamos com diferentes técnicas presentes na tradição yóguica.  As aulas são estruturadas como um mini-curso com duração de 2 meses.
O tema do próximo Módulo que começa em Setembro é a técnica de Yoga Nidra. 


Para saber mais sobre o Yoga Nidra, veja alguns artigos que já postamos sobre o tema:

Para saber horários e valores das práticas de Meditação, acesse Horários e Valores
Aulas experimentais devem ser agendadas apenas ao início do Módulo.

24 de ago de 2016

Yoga Nidra, o relaxamento consciente

Por Vanessa Malagó
Você chega cansado em casa e resolve ver um pouco de televisão ou ler um livro para relaxar. Ou vai direto para a cama, acreditando que dessa forma poderá relaxar. Mas se durante o sono sua mente está envolvida por pensamentos e preocupações, você não estará realmente relaxando. Quanto a leitura ou a televisão, essas podem ser boas opções de entretenimento, mas não propriamente relaxamento. De acordo com Swami Satyananda Saraswati, o verdadeiro relaxamento é bem diferente disso e envolve estar consciente.

O Yoga Nidra é um método para induzir um relaxamento físico, mental e emocional, em que se aprende a relaxar de forma consciente. Durante a prática de yoga nidra, o praticante parece estar adormecido, mas sua percepção está funcionando em uma camada mais profunda da consciência.

No yoga o caminho para a meditação se inicia com práticas de pratyahara. Pratyahara é uma palavra sânscrita, derivada de prati e ahara. Ahara significa alimento e Prati é uma preposição que significa contra ou longe de.  Pratyahara pode ser traduzido como  afastar-se daquilo que nutre os sentidos. Não é o desligamento dos sentidos aos estímulos do mundo exterior, mas ao contrário um estado de grande receptividade dos sentidos. Pratyahara envolve a reeducação dos sentidos e trata-se de um processo de interiorização, de retirada da mente para dentro de si mesma. O Yoga Nidra é uma técnica de pratyahara que pode nos conduzir ao estado meditativo.

8 de ago de 2016

Mudras para Equilíbrio dos Chakras

Em Setembro teremos no Padma Bhavam um novo módulo do Curso de Mudras Terapêuticos, que terá como tema os Chakras.Nesse curso você aprenderá sobre os Chakras e como utilizar os Mudras para equilibrá-los.
O curso é ministrado por nossa amiga Miriam Barros, que tem há muitos anos se dedicado ao estudo e pesquisa desse tema e em 2012 teve um trabalho premiado no Simpósio Internacional de Medicinas Tradicionais e Práticas Contemplativas da UNIFESP.  
 
O que são Mudras?   
São gestos realizados com as mãos com o intuito de estimular e equilibrar os pontos de energia do corpo humano.Para saber mais sobre o assunto, leia os artigos: "Mudras Terapêuticos:A Saúde em suas mãos" e "Mudras: Os gestos do yoga"

 

4 de jul de 2016

O despertar dos chakras e a kundalini – Parte 3

Por Vanessa Malagó


O progressivo despertar dos chakras é chamado de ascenção da kundalini. No Tantra se diz que a ascenção da kundalini representa a união de Shakti e Shiva. O que isso significa?

De acordo com a filosofia do Samkhya e os textos clássicos de yoga como os Yoga Sutras, nosso mundo manifesto surge da união de Purusa - que representa o ser puro,  a consciência - com Prakrti- que representa a natureza, a matéria, a substância primordial.

A partir de Prakrti, Purusa pode experimentar o mundo. Mas por outro lado, a partir dessa união,  Purusa não é mais capaz de se reconhecer como uma entidade separada de Prakrti. Ele, que é eterno, imutável, passa a se reconhecer com o mundo manifesto, que é dinânico e impermanente. Surge aí avidya, a falta de percebimento por parte de Purusa de sua real natureza. Ou seja, o homem torna-se desperto para o mundo e para as experiências que esse pode oferecer a ele, mas fica adormecido para si mesmo, ele deixa de identificar a si mesmo com sua essência, que é “sat-cit-ananda”:  verdade, consciência e felicidade.

Você deve estar se perguntando então: se Purusa já é felicidade, a verdade, a consciência.... por que afinal ele é levado a entrar em contato com Prakrti? A resposta é: para desenvolver os poderes latentes em Prakrti e em si mesmo.  Swami Satchidananda compara a relação entre Prakrti e Purusa com a ideia de escrever com um giz branco num quadro negro. “Não dá para escrever com um giz branco num quadro branco. Apenas através de Prakrti podemos descobrir que somos Purusa. Prakrti, portanto, é necessária para que possamos conhecer a nós mesmos.”

16 de jun de 2016

Aulas de Meditação: Mantras

Em nossas Aulas de Meditação, trabalhamos com diferentes técnicas presentes na tradição yóguica.  As aulas são estruturadas como um mini-curso com duração de 2 meses.
O tema do próximo Módulo que começa em Julho são os Mantras.

Mantra é um termo sânscrito que significa “instrumento do pensamento”. Os mantras têm a capacidade de servir como foco para que a mente se concentre. Eles são instrumentos para purificar a mente e o coração. Além disso, a vibração gerada na entoação dos mantras massageia diversas glândulas, e conduz o praticante a um estado de tranquilidade e interiorização.
Cada mantra é evocativo de um objetivo ou qualidade espiritual em particular. Pode-se também recitá-los  nos momentos em que sentimos necessidade de nos conectar com as qualidades das quais eles falam: alívio, calma, alegria, amparo, força, ou sabedoria.

Para saber mais sobre os Mantras, veja o artigo: Reflexão sobre a função dos Mantras
Para saber horários e valores das práticas de Meditação, acesse Horários & $

19 de mai de 2016

Chakras: Os 7 Principais centros de energia - Parte 2

Por Vanessa Malagó

Nesse artigo nos aprofundaremos um pouco mais nos chakras, detalhando cada um deles. Para ver o artigo introdutório sobre o tema, veja: Chakras e o Caminho Espiritual.

Os principais chakras são Muladahara, Swadisthana, Manipura, Anahata, Vishuddi, Ajna e Sahasrara.  Cada chakra representa um estágio de compreensão do mundo e de si mesmo. Os níveis mais instintivos estão associados ao Muladahara chakra e os mais intuitivos ao Ajna chakra. Sahasrara, apesar de incluído na lista não é propriamente um chakra, pois ele transcende todos eles.

Mencionamos em nosso último artigo, que cada chakra tem uma localização no corpo físico, ainda que ele não faça parte do corpo físico e sim, do sutil. Antes de descrevermos cada chakra e sua localização, propomos a você fazer algumas observações. Quando você sente raiva, por exemplo, onde é que você a sente em seu corpo? E medo? Tristeza? Perceba que diferentes emoções trazem sensações em locais diferentes de seu corpo. Ao investigar onde as sensações são mais intensas, você estará tendo algumas pistas sobre a localização dos chakras.

A concentração nos pontos de localização dos chakras é utilizada durante as práticas de hatha yoga para despertar os chakras. Além da sua localização ao longo da coluna são também utilizados os pontos localizados na parte da frente do corpo, que são como um reflexo dos pontos originais.

Veja a seguir uma descrição sobre os chakras e suas características específicas, que representam a expressão e sentimentos de uma pessoa em cada um desses níveis:

17 de mai de 2016

Yoga para os Olhos

Em Junho teremos no Padma Bhavam a 14a. edição do Workshop Yoga para os Olhos.  O curso está voltado para  todos que tenham algum problema de visão ou para aqueles que queiram prevenir futuros problemas e aprender como cuidar bem de seus olhos. 

Problemas de visão como miopia, astigmatismo, hipermetropia, presbiopia (dificuldade de ver de perto), além de outros mais sérios como catarata, glaucoma, entre outros são abordados nesse curso. Com enfoque extremamente prático, os participantes recebem orientações, dicas e um roteiro de exercícios, que podem facilmente ser introduzidos no seu dia-a-dia. 

As vagas são limitadas! Veja abaixo as informações detalhadas sobre o curso e como se inscrever.
Inscrições realizadas até o dia 27 de Maio terão desconto.

1 de mai de 2016

Aulas de Meditação: Meditando nos Chakras

Em nossas Aulas de Meditação, trabalhamos com diferentes técnicas presentes na tradição yóguica.  As aulas são estruturadas como um mini-curso com duração de 2 meses. 
O tema do próximo módulo são os Chakras. 

O que são chakras? 
Chakras representam centros de energia sutis presentes no corpo. Na visão do Hatha Yoga eles estão profundamente relacionados a níveis de consciência. Assim como um estado de consciência leva a predominância de energia vital em determinado chakra, estímulos físicos ou mentais nos chakras podem conduzir a mudanças na consciência. 

Veja abaixo mais informações sobre as aulas e venha aprender na prática sobre esse tema!


28 de abr de 2016

Os Chakras e o Caminho Espiritual - Parte 1

Por Vanessa Malagó 

Apresentamos aqui uma visão geral sobre os chakras e seu significado. O tema é bastante complexo e extenso e esse primeiro artigo se propõe a fazer uma introdução, expondo a relação íntima entre os chakras e os estados de consciência. 

A palavra chakra significa roda ou círculo, mas a melhor tradução no contexto do yoga seria vórtice ou turbilhão. Os chakras são vórtices de energia em áreas específicas do corpo que controlam a circulação de prana, a energia vital, que permeia todo o corpo e nos mantém vivos. 
Além de atuar recebendo, armazenando e distribuindo a energia para todo o corpo, os chakras simbolizam o caminho espiritual e são centros de consciência que representam estágios de compreensão de si mesmo e do mundo.

Prana é o elo que liga a consciência à matéria.  Nas palavras de Swami Satyananda Saraswati “Prana combina em si mesmo, de maneira misteriosa, as qualidades essenciais, tanto de matéria como de consciência, sendo assim capaz de servir como um instrumento para suas ações e reações recíprocas.” O que ele afirma com isso é que os chakras e os estados de consciência estão diretamente relacionados. Através da manipulação e controle de prana nos chakras podemos induzir um determinado estado de consciência. Da mesma forma, um determinado estado de consciência leva a predominância de prana ao seu chakra correspondente.  “Cada chakra é como um interruptor, como um dispositivo para acionar níveis específicos da mente”.

25 de abr de 2016

Mantra para Ganesha

Ganesha é uma das divindades mais conhecidas e adoradas do Hinduísmo. Ele sempre está na porta de todos os templos e casas hindus como o protetor. É representado com uma cabeça de elefante e corpo de menino. 

Apresentamos abaixo um dos mantras entoados a Ganesha.Cada mantra é evocativo de um objetivo ou qualidade espiritual em particular. Ganesha representa a sabedoria e o discernimento espiritual, a remoção de obstáculos (mas também a colocação dos obstáculos necessários ao desenvolvimento da sabedoria), a proteção e o refúgio contra a ignorância. 

Vakra-Tunda Maha-Kaya
Surya-Koti Samaprabha
Nirvighnam Kuru Me Deva
Sarva-Karyesu Sarvada

Veja a interpretação do mantra e algumas formas de entoá-lo:

15 de abr de 2016

Obstáculos no caminho do Yoga

Obstáculos
Por Olga Rodrigues*

Quando iniciamos o caminho do Yoga e vemos a diferença que faz no nosso dia-a-dia, nos enchemos de entusiasmo, com vontade de descobrir mais e mais. Nesse primeiro momento, estamos dispostos a fazer sacrifícios e alterações na nossa rotina, tudo pela nova paixão. Mas, com o tempo, surgem alguns obstáculos que nos fazem estancar, retroceder e até abandonar a prática. Quem nunca se viu num momento difícil, em que seria mais fácil esquecer o Yoga? 

Os desafios são muitos e surgem em diferentes formas e de diversas fontes. Ás vezes, são questões sobre as quais temos pouco controle, como uma doença. Outras, condições externas que põem a prova nossa determinação, como a chegada do frio. E ás vezes, são artimanhas da mente teimosa que persiste em padrões de auto-sabotagem. Seja como for, o importante é entender que tudo isso faz parte do caminho a que nos propusemos quando nos dedicamos ao Yoga. A prática é apenas um espelho da nossa vida e não será sempre perfeita ou prazerosa. É nos momentos que surgem os obstáculos que temos as maiores oportunidades de transformação e exatamente quando não devemos parar. Se aprendermos a lidar com eles, levaremos essa lição para a vida. 

Esses obstáculos são tão antigos e universais que Patanjali já os referia nos Yoga Sutras, tendo mencionado nove: Viadhy (doença), Styana (falta de preserverança), Samshaya (dúvida), Pramada (negligência), Alasya (preguiça), Avirati (gratificação sensorial), Brantidarshan (percepção equivocada), Alabdha-bhumikatva (incapacidade de progredir), Anavasthitatvani (incapacidade de manter o progresso alcançado).

31 de mar de 2016

Oficinas de Origami

Ao longo de 2016, teremos diversas oficinas de Origami no Padma Bhavam.
A proposta dessas oficinas além de ensinar técnicas de origami a iniciantes ou já praticantes é a de canalizar boas energias e estimular a concentração e a criatividade, visando um processo meditativo através de foco e repetição.
Para participar não é preciso conhecimento prévio de origami.
Confira a programação dos eventos e garanta já a sua vaga!
 
 

1 de mar de 2016

Curso de Aprofundamento: Yoga Sutras

Em Abril e Maio teremos a 2a. Edição de "A essência do Yoga", um Curso Especial sobre os Yoga Sutras e uma oportunidade para professores e praticantes de yoga aprofundarem seus conhecimentos.

Todas as formas de yoga que se praticam hoje em dia têm os Yoga Sutras como referência, sendo considerado o mais importante e o mais antigo tratado de Yoga preservado até o presente.

Com uma linguagem acessível e um enfoque prático e vivencial, vamos nesse curso mergulhar em alguns desses ensinamentos, identificando como eles se relacionam com nossa prática de hatha yoga e como podem se fazer presentes em  nossas atividades diárias e em nossos relacionamentos.Veja abaixo mais informações e garanta sua vaga!


Veja o Programa Completo:

4 de fev de 2016

Ayurveda e Yoga: Uma jornada de Autoconhecimento

Em Fevereiro e Março teremos dois Eventos sobre Ayurveda e Yoga no Padma Bhavam. É uma oportunidade especial para você conhecer mais sobre essas duas tradições milenares e aprender como juntas  podem oferecer um sistema abrangente de cuidados com a saúde.

Pra quem quer ter um primeiro contato com o tema, recomendamos que participem em Fevereiro do nosso Satsanga, onde faremos uma introdução a Ayurveda e falaremos da sua relação com a prática de Yoga.

Pra quem quiser se aprofundar, vale a pena participar da Vivência, que acontecerá em Março.Veja abaixo as informações sobre os eventos e como se inscrever:


Confira o programa completo:

Satsanga: AYURVEDA E YOGA

Agora em Fevereiro teremos Satsanga no Padma Bhavam. O Satsanga é um encontro baseado em perguntas e respostas e uma oportunidade de você trazer suas dúvidas, escutar e compartilhar experiências e conhecimentos.

O tema desse encontro será Yoga e Ayurveda e está voltado a todos que queiram aprender mais sobre Ayurveda e entender como ela pode ajudar em sua prática pessoal de Yoga. Não é preciso ter conhecimento sobre o tema para participar. Você só precisa trazer suas perguntas e a vontade de aprender! Veja abaixo como se inscrever:


19 de jan de 2016

Aulas de Meditação e Yoga: Novos horários

A partir de Fevereiro/2016 contaremos com novos horários de Meditação e Yoga na nossa grade de aulas. 
Confira abaixo os novos horários ou clique aqui para acessar o quadro de horários completo. 


18 de jan de 2016

17 de jan de 2016

Trataka: Técnica de Meditação e Prática para Purificação dos Olhos

O Trataka é uma técnica yóguica, que envolve a fixação ocular. Em dois dos principais tratados de Hatha Yoga, o Hatha Yoga Pradipika e o Gheranda Samhita, o Trataka é descrito como uma ação purificatória para os olhos. A técnica consiste em fixar firmemente o olhar em um objeto sem piscar até lacrimejar. As lágrimas são um mecanismo de eliminação de toxinas do organismo e o Trataka proporciona uma limpeza dos olhos, ajuda a descansar a vista, tonifica os músculos oculares, melhora a acuidade visual e contribui na prevenção e tratamento de diversos problemas de visão.

O Trataka também pode ser utilizado como uma técnica meditativa, ajudando a induzir o relaxamento e desenvolvendo o poder de concentração. Nesse caso há dois tipos de Trataka: externo (bahiranga) e interno (antaranga). O Trataka externo consiste na fixação do olhar em algum ponto sem piscar. Já o interno exige a criação de uma imagem mental. O objetivo é a alcançar a mesma clareza que quando se olha para o objeto com os olhos abertos.

13 de jan de 2016

Maha Mrityunjaya Mantra

Assim com o Gayatri, o Maha Mrityunjaya é um dos mantras mais tradicionais da Índia. Ele está presente no Rigveda e também no Yajurveda. É um mantra para Shiva, divindade que fazer parte da trindade hinduísta, juntamente com Brahma, o Criador, e Vishnu, o Preservador. Nessa trindade Shiva representa o Destruidor ou o Transformador. O yoga, prática que produz transformação física, mental e emocional, portanto intimamente ligada à transformação, tem sua criação atribuída a ele.

Nesse mantra, Shiva é Maha Mrityunjaya, que significa o Destruidor da Morte. O mantra é também conhecido como Tryambakam, aquele dos três olhos, que simboliza Shiva e seu aspecto divino. O terceiro olho é o da onisciência, da verdade suprema, da sabedoria.
 
Enquanto o Gayatri Mantra é entoado para a busca de orientação espiritual, o Maha Mrityunjaya está associado à cura e a proteção em vários sentidos. É um mantra para sermos libertados dos sofrimentos físicos, mentais e emocionais. É entoado também durante o período de morte, desde o período anterior e após a passagem, de modo a guiar e proteger aquele que partiu. O significado espiritual mais profundo do mantra é um pedido para que Shiva nos liberte do ciclo de renascimentos, levando-nos à imortalidade, não a imortalidade do corpo, mas a união com o Divino.

Veja a letra e interpretação do mantra: